Pouso Alegre 24 horas

Pancadas de chuva atingem cidades de SC e aulas são suspensas

Por P.A 24H em 13/10/2021 às 07:48:33
De acordo com o diretor da Defesa Civil de Santo Amaro da Imperatriz, Adriano de Medeiros, cerca de 100 famílias estavam isoladas às 19h de terça-feira. Município foi um dos mais prejudicados pelo mau tempo. Alagamento de área de pasto no bairro Braço São João registrado na terça-feira

Defesa Civil/Divulgação

Santa Catarina segue com previsão de chuva para a quarta-feira (13). Segundo a Defesa Civil, a circulação marítima diminui na região do Litoral, mas o dia segue com nebulosidade. Nas demais áreas, a chuva ocorre em forma de pancada e há possibilidade de temporais. Desde o fim de semana, cidades registram deslizamentos e alagamentos. Em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, famílias ficaram ilhadas e as aulas foram suspensas.

De acordo com o diretor da Defesa Civil municipal, Adriano de Medeiros, cerca de 100 famílias estavam isoladas até as 19h de terça-feira (12). A cidade foi uma das mais atingidas pela chuva.

Santo Amaro da Imperatriz

Em comunicado, a prefeitura informou que as aulas nas escolas municipais e transporte escolar estão suspensos nesta quarta. A coleta de lixo em alguns bairros também não ocorreu na terça.

Por volta das 13h, duas casas foram interditadas no bairro Fabrício. Houve deslizamento e ninguém ficou ferido. Na cidade, pessoas que moram em um condomínio de casas ficaram isoladas depois que o ribeirão próximo transbordou e alagou as estradas. Pelo menos 40 famílias habitam o local.

Entre segunda e terça-feira, em 24 horas choveu 199 milímetros na cidade, segundo a Defesa Civil. Durante todo o mês de outubro, a média na região é de 150 milímetros de chuva, conforme a Epagri/Ciram, órgão que monitora as condições climáticas no estado.

Alagamento no bairro Sul do Rio, em Santo Amaro da Imperatriz registrada na manhã de 12 de outubro

Defesa Civil/Divulgação

Palhoça

Em Palhoça, também na Grande Florianópolis, decretou situação de emergência. Choveu em poucas horas o volume que normalmente ocorre durante todo mês de outubro na cidade.

Entre os incidentes ocasionados pela chuva, foram registrados diversos pontos de alagamentos, movimentação de terras e queda de cabeceira de uma ponte.

"A medida tem o objetivo de restabelecer a ordem, a segurança e preservar a vida das famílias atingidas em localidades comprovadamente afetadas pelos efeitos da chuva", informou a prefeitura na tarde de terça-feira.

LEIA TAMBÉM:

Aumenta número de famílias ilhadas na Grande Florianópolis por causa da chuva

Vale do Itajaí e Sul catarinense

Carro da Defesa Civil passa por rua alagada na terça em Brusque

Em Brusque, no Vale do Itajaí, o Rio Itajaí-Açu saiu da calha e alagou parte da Avenida Beira Rio. A via foi fechada por algumas horas (assista acima).

O maior volume de chuva foi registrado no bairro São Pedro, com o acúmulo de 111,8 milímetros nas últimas 96 horas.

Foram atendidas 16 ocorrências, entre alagamentos e deslizamentos de terra.

Deslizamento de terra em Brusque na tarde de terça-feira

Defesa Civil/Divulgação

Já no Sul do estado, houve deslizamento de terra sobre a BR-101 em Imbituba na terça-feira. A rodovia foi liberada por volta das 13h, segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRF).

Rodovia ficou interditada em Imbituba, na terça-feira

Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 SC nos últimos dias

Veja mais notícias do estado no g1 SC

Fonte: G1

Comunicar erro

Comentários